terça-feira, 30 de agosto de 2011

10 Filmes de Tribunal Baseados em Casos Reais



Os filmes de tribunal são sempre envolventes.
Muitos deles se baseiam em casos verdadeiros, mas quase sempre utilizam algumas pequenas distorções em nome da dramaturgia.
Confira uma lista com 10 desses filmes e algumas de suas "licenças poéticas".
Mas, atenção, este post contém alguns SPOILERS inevitáveis.


1.  O Vento Será Tua Herança (baseado num julgamento de 1925, quando um professor de biologia violou uma lei estadual ao ensinar a teoria da evolução de Darwin para alunos do ensino médio. o caso causou tanta repercussão que um ex-candidato à presidência dos EUA, um criacionista, foi o promotor de acusação contra um também notório advogado de defesa. no caso real, foi um treinador de futebol que substituiu o professor e deu essa aula. ao contrário do filme, ele teria sido preso de forma voluntária e organizada para chamar a atenção e protestar contra a lei. e outra fato: o promotor não teve um infarto minutos após lida a sentença, morreu em casa seis dias depois


2.  Julgamento em Nuremberg (o filme se baseia no famoso "julgamento dos juízes" ocorrido em 1947 na Alemanha, onde 16 juízes e advogados ligados ao partido nazista são julgados e 10 são condenados a penas variadas - o filme se resume aos 4 juízes condenados à prisão perpétua - numa corte presidida por três juízes americanos - no filme é só o Spencer Tracy. um detalhe: quando o filme foi lançado em 1961 todos os condenados já estava livres)


3.  Um Grito no Escuro (em 1980, numa viagem pelo deserto australiano, um bebê de 10 semanas, filho de um casal religioso desaparece e a mãe alega que viu um dingo - cão selvagem australiano - levá-lo em sua boca. a mãe - no filme a incrível Meryl Streep - é tida como suspeita e só libertada depois de 3 anos e meio quando - no filme - são encontradas roupas do bebê com sangue próximo à toca de dingos. na realidade roupas foram encontradas uma semana depois do ocorrido, mas um casaco de fato foi encontrado mais tarde, além de uma melhor análise da "evidência" do suposto "sangue fetal" encontrado no carro do casal, que não passava de tinta) 


4.  Acusados (uma jovem operária solteira sai para beber num bar e acaba sendo estuprada por seis homens, que alegam que ela estava bêbada e provocando. os homens acabam condenados a penas leves após um acordo com a promotora, que no entanto consegue condenar três espectadores do julgamento por incitação. na vida real, a moça, descendente de portugueses, era casada e mãe de duas crianças e todos os indiciados eram imigrantes portugueses. nenhum espectador foi condenado, apesar das reclamações da vítima. quatro dos seis réus foram condenados e libertados um ano depois em condicional. a vítima morreu num acidente de carro seis meses após o julgamento)


5.  O Processo de Joana d'Arc (no ótimo filme de 1962, o diretor francês Robert Bresson reconstitui literalmente o julgamento por heresia da jovem donzela de Orleans em 1491, baseado nas transcrições da época. descreve sua prisão, o interrogatório, o julgamento e a execução. um filme seco, sem espaço para interpretações grandiosas. literal, sem retoques) 


6.  As Bruxas de Salém (um ótimo filme, adaptado de uma peça de Arthur Miller, por sua vez baseado em fatos reais, conta a história do julgamento de um grupo de mulheres acusadas de praticar magia negra numa pequena cidade do Massachussetts em 1692. as alterações na história foram com intuito de viabilizar a peça. os diversos juízes envolvidos foram reduzidos a dois, a quantidade de garotas acusadas também diminuiu. o que aumentou foi a idade da menina, de 12 para 17 anos, para ter um caso com um homem adulto, relação que não conta com evidências históricas)


7.  Em Nome do Pai (em 1974 uma bomba do IRA mata cinco pessoas num pub inglês e quatro jovens irlandeses são presos e condenados. ao tentar defender o filho, o pai de um deles acaba preso. a imprensa apontou diversas incorreções no filme, como pai e filho dividindo a cela, quando eles nunca estiveram na mesma prisão; dois dos acusados sendo julgados juntos, quando tiveram julgamentos separados; o policial inglês sádico é a combinação de vários torturadores e o pior, uma testemunha-chave que confessou ser o autor do atentado não existiu, trata-se de um elemento ficcional)


8.  Conspiração Americana (logo após o assassinato do presidente Abraham Lincoln em 1865, seis homens são acusados de conspiração e com eles uma viúva, Mary Surrat, dona de uma pensão onde se reuniram e mãe de um dos suspeitos. ela é levada a um tribunal militar empenhado em condená-la, independente da ausência de provas. houve um grande esforço do diretor Robert Redford em manter-se fiel aos fatos, mas com algumas liberdades maniqueístas, limpando a imagem dos Surrats - não têm um escravo no filme, embora fossem sulistas e escravagistas - e enfeiando a imagem dos militares, agindo nos bastidores)

9.  Amistad (em 1939, prisioneiros de um navio negreiro espanhol se amotinam e dizimam a tripulação. ao chegarem na costa americana são levados a um tribunal, onde pleteiam a liberdade para voltar à África, enquanto os espanhóis exigem reaver sua mercadoria, os negros. o julgamento transforma-se numa luta entre abolicionistas e escravagistas. deixando de lado os diversos anacronismos do roteiro, o maior problema do filme é sua visão romântica, o que estava em jogo na ocasião era o transporte de escravos noAtlântico, mas não a escravidão em si, que era consagrada e aceita)


10.  Erin Brockovich (uma mãe solteira de três consegue um trabalho como assistente em uma pequena firma de advocacia descobre inconsistências e coincidências num pequeno caso 'pro-bono' e decide investigar, descobrindo evidências de contaminação química causada por uma indústria de gás e energia, o que a leva a abrir um caso de indenização milionária. apesar de algumas alterações de nomes e valores, o filme parece bastante fiel aos fatos. detalhe, na vida real, o namorado de Erin foi preso por tentar extorqui-la após o sucesso do filme)


Veja também: "10 Filmes Portugueses

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

10 Filmes Essenciais 1990-1999



Chegou um momento que eu temia. Uma das últimas listas de essenciais por década que faltava era esta dos anos 90, um período muito rico para o cinema, com centenas de grandes filmes. E para piorar, deve ser a época que tanto eu como vocês leitores mais fomos ao cinema.
Por isso, não espero unanimidade. Eu mesmo fechei a lista de 10 e não olhei mais para ela, porque certamente iria querer mudar uns nove.
Espero que encontrem nesta relação, incluindo as menções honrosas em número recorde, os seus favoritos. Se não estiverem aí, por favor comentem!


1.  Magnólia (1999. uma série de histórias interligadas acontecendo em um único dia, às vezes simultaneamente, ao redor de uma rua chamada Magnólia em Los Angeles. um painel lírico dos anos 90, com dramas e coincidências, crimes e punições. uma obra essencial de Paul Thomas Anderson)


2.  Pulp Fiction (1994. uma mistura irônica não linear de histórias episódicas sobre gangsters. é o filme que melhor sintetiza o cinema de Quentin Tarantino, violento, eletrizante, com diálogos brilhantes e divertidos e inundado de referências a filmes b. um marco do cinema, pois fugiu da mesmice dos roteiros pasteurizados de Hollywood)


3.  Clube da Luta (1999. um executivo, angustiado com a vida fútil e sem sentido que leva, conhece um outro maluco, que o leva para um clube que funciona no porão de um bar, onde um grupo de homens amigos lutam entre si para extravasar. um filme metafórico e polêmico, visto por alguns críticos como facista, mas um dos mais interessantes de David Fincher)  


4.  Tudo Sobre Minha Mãe (1999. uma mãe solteira em Madri perde seu filho atropelado no dia de seu aniversário de 17 anos. ela vai então para Barcelona procurar o pai do rapaz, que agora é um travesti. um dos mais envolventes e divertidos filmes de Pedro Almodóvar, que criou um universo próprio com mulheres incríveis e homens de alma feminina)


5.  Central do Brasil (1998. Fernanda Montenegro é uma mulher que vive de escrever cartas para migrantes analfabetos na estação central de trem do Rio de Janeiro e acaba envolvida na história de um menino, o qual ajuda numa jornada em busca do pai. um road movie comovente de Walter Salles, um dos melhores diretores do cinema brasileiro)


6.  Festa de Família (1998. o aniversário de 60 anos de um pai de quatro filhos é o motivo para reunir a família e exorcizar todas as mágoas e traumas que os acompanham. filme dinamarquês de Thomas Vintenberg. símbolo do movimento Dogma 95, que pregava um cinema sem efeitos e de baixo orçamento, que valorizasse o roteiro e as interpretações)


7.  A Lista de Schindler (1993. biografia de um empresário alemão, que durante a segunda guerra salvou a vida de mais de mil judeus poloneses, requisitados para trabalhar em sua fábrica, em vez de serem enviados a campos de concentração. o filme mais adulto e pessoal de Steven Spielberg e também a obra definitiva sobre o holocausto. irrepreensível)


8.  Os Bons Companheiros (1990. a história de três amigos mafiosos durante trinta anos, vista através dos olhos de um jovem, tratado como filho por um chefão italiano, mas que nunca chegará ao topo por ter meio sangue irlandês. um filme sobre amizade, sobre máfia e principalmente sobre culpa. um dos grandes momentos do cinema, dirigido pelo mestre Martin Scorsese)


9.  Trainspotting (1996. num subúrbio de Edimburgo, quatro jovens sem perspectivas envolvem-se no submundo para sustentar seu vício pela heroína. um deles tenta escapar do seu futuro trágico e certo. um filme original e cultuado, que revelou o diretor Danny Boyle e é um retrato fiel daquela geração)


10.  Um Lugar no Mundo (1992. a história do amadurecimento de um rapaz, que muda-se aos doze anos com os pais idealistas de Buenos Aires para uma comunidade rural, onde exercem seus ofícios e suas ideologias. o pai acredita que quando uma pessoa encontra seu lugar no mundo, não poderá mais abandoná-lo, o garoto se pergunta se vai saber reconhecer o seu lugar. um filme argentino/uruguaio sensível, brilhantemente estruturado e emocionante. dirigido por Adolfo Aristarain)


Menções honrosas: Um Sonho de Liberdade, Matrix, Os Suspeitos, O Silêncio dos Inocentes, Forrest Gump, Seven, O Profissional, A Outra História Americana, Beleza Americana, O Exterminador do Futuro 2, O Resgate do Soldado Ryan, Cães de Aluguel, Princesa Mononoke, Os Imperdoáveis, Fargo, O Rei Leão, O Sexto Sentido, Lanternas Vermelhas, Feitiço do Tempo, Filhos do Paraíso, Antes do Amanhecer, Amores Expressos, A Bela e a Fera, Antes da Chuva, O Informante, Segredos e Mentiras, Corra Lola Corra, O Amor e a Fúria, Amor à Queima Roupa, A Liberdade é Azul, Quero Ser John Malkovich, Felicidade, Depois da Vida, O Jogador, O Carteiro e o Poeta, Comer Beber Viver, Following, As Duas Faces de um Crime, Através das Oliveiras, Sonhos, Filadélfia, Nenhum a Menos, Olivier Olivier, Delicada Atração, Além da Linha Vermelha, A Glória de Meu Pai, O Castelo de Minha Mãe, Banquete de Casamento, O Balão Branco, Confiança, O Piano, Filhos da Guerra, Uma Linda Mulher, Close-up, Gabbeh, Felizes Juntos, De Olhos Bem Fechados, Funny Games, Titanic e A Bruxa de Blair.



Veja ainda:"10 Filmes Essenciais 2000-2009", "10 Filmes Essenciais 1990-1999", "10 Filmes Essenciais 1980-1989", "10 Filmes Essenciais 1970-1979", "10 Filmes Essenciais 1960-1969", "10 Filmes Essenciais 1950-1959", "10 Filmes Essenciais 1940-1949", "10 Filmes Essenciais 1930-1939"

terça-feira, 23 de agosto de 2011

10 Filmes Portugueses



Para elaborar esta lista, assisti ao longo de meses um grande número de filmes feitos em Portugal, alguns bons, outros nem tanto e alguns até impossíveis de assistir. Mas foi uma viagem das mais agradáveis.
Os portugueses têm alguns hábitos culturais muito diferentes dos brasileiros, são muito mais contidos, respeitosos e por vezes até ingênuos. Seu sotaque é carregado e exige legendas para ouvidos destreinados.  
O cinema chegou a Portugal apenas seis meses após a exibição inaugural dos irmãos Lumière em Paris, em 1896. Já em 1900, Manuel Maria da Costa Veiga fez seu primeiro filme, "Aspectos da Praia de Cascais" com imagens do Rei Dom Carlos na praia.
A produção local nunca foi muito grande, sendo que boa parte desses filmes eram adaptações de sua rica literatura. Nos anos 1940, surgiu o Novo Cinema, a versão portuguesa do Neo-Realismo Italiano, com alguns clássicos. Mas após este período voltou a produzir poucos filmes.
Neste século, cada vez mais e melhores filmes portugueses vêm sendo feitos. Esta lista traz 10 bons exemplos deste novo cinema Português, que merece ser conhecido.


1.  Um Filme Falado (Manoel de Oliveira, 2003. uma obra-prima narrativa. uma professora de história com sua filha pequena embarcam num cruzeiro pelo Mediterrâneo, conhecendo os locais que sempre ensinou e nós viajamos junto com elas, imaginando mais do que vemos. no navio três mulheres famosas e o capitão conversam em suas próprias línguas, o que simboliza que o entendimento está nas mulheres. obra de gênio, Oliveira merece os elogios que sempre recebeu)


2.  Mistérios de Lisboa (Raoul Ruiz, 2010. baseado na obra do grande Camilo Castelo Branco, é um delicioso novelão de mais de quatro horas de duração recheado de amores e intrigas dos fidalgos portugueses do século 19. uma trama cheia de surpresas e reviravoltas, muito bem costuradas pelo bom diretor chileno radicado no França Ruiz, falecido no último dia 19 de agosto) 


3.  O Fantasma (João Pedro Rodrigues, 2000um filme ousado e provocativo sobre um jovem lixeiro, que passa seus dias entre uma pensão e os encontros com outros homens. sem sutileza, o diretor equipara o comportamento sexual do personagem ao de um animal, agindo em função de sua libido, sem qualquer inibição. com muitas cenas explícitas, não serve para qualquer público. bem dirigido, pelo promissor Rodrigues, do também original e bom 'Odete' de 2005)


4.  Coisa Ruim (Tiago Guedes e Frederico Serra, 2006. uma família de Lisboa muda-se para a casa herdada de um tio, numa pequena vila. com a casa, eles herdam também sua maldição e suas assombrações. um ótimo suspense, mas com uma solução um tanto anticlimática, embora faça sentido)


5.  Singularidades de uma Rapariga Loura (Manoel de Oliveira, 2009. baseado na obra de Eça de Queirós, conta a história de um rapaz que se apaixona por uma bela jovem que mora na casa em frente ao empório onde ele trabalha. o tio dele, dono do comércio, não aprova a relação, o demite e o expulsa de casa. com a ação transposta para os dias de hoje, a trama soaria anacrônica em qualquer lugar, mas aqui parece caber bem no jeito contido dos portugueses)


6.  Capitães de Abril (Maria de Medeiros, 2000. a Revolução dos Cravos foi perfeita, única, com total apoio da população e quase sem vítimas, trouxe a democracia de volta para Portugal depois de anos de ditadura. os portugueses conhecem bem a história e se orgulham muito dela, o que talvez leve aos maiores defeitos do filme. nota-se que os atores estão entusiasmados com seus personagens, é um clima muito bom, mas nada é bem explicado. o roteiro é cheio de furos, algumas situações são pessimamente dirigidas. muitas boas intenções, mas como cinema é bem fraquinho)


7.  Ossos (Pedro Costa, 1997. num bairro pobre de Lisboa, um casal jovem acaba de ter um filho, que irá sobreviver a tentativa de suicídio da mãe, à vida nas ruas do pai, que tenta vender o bebê por uns trocados. gente feia, desgraças, tramas ininteligíveis. um filme desagradável, lento demais e que se acha genial. ruim, mas curiosamente premiado)


8.  Os Mutantes (Teresa Villaverde, 1998. uma espécie de 'Pixote' português, mostrando a realidade de adolescentes abandonados ou infratores num tom quase documental. é pesado e com narrativa excessivamente fragmentada, principalmente na primeira metade. não é bom cinema, mas é relevante)


9.  Amália, o Filme (Carlos Coelho da SIlva, 2010. uma bela produção, com elenco bonito, fotografia deslumbrante, as canções inesquecíveis de Amália dubladas, mas... não funciona. a edição não linear, em vez de ser um diferencial criativo, apenas torna o filme confuso. alguns dramas mal explicados parecem saídos de novelas mexicanas e não do fado. é uma pena desperdiçar um dos mais importantes símbolos da cultura portuguesa com um filme ruim. mal dirigido e mal editado)


10.  A Comédia de Deus (João César Monteiro, 1995. uma comédia iconoclasta, com um personagem com sua própria versão de valores. muitas frases feitas, tentando sem sucesso emular Grouxo Marx, e uma notável ausência de ritmo, o filme tem 162 minutos, ganhou o prêmio do júri em Veneza, mas não imagino o porquê)

Atualização (01/11/2012):

11.  Sangue do Meu Sangue (João Canijo, 2011. uma mãe solteira cuida dos dois filhos já crescidos com a ajuda da irmã, num bairro pobre de Lisboa. até que o filho se envolve com traficantes e a filha com um professor da faculdade com quem a mãe tivera um romance. respresentante português na disputa pelo Oscar, tem vícios de novela, é um tanto longo demais, mas é um bom filme)

12.  Adeus, Pai (Luís Filipe Rocha, 1996. um garoto de 13 anos consegue o sonho de conhecer melhor o pai, sempre atarefado demais, quando eles vão juntos passar férias nos Açores. belo filme português sobre a relação de pai e filho, sob a ótica do menino. bem dirigido, com intérpretes carismáticos, um filme a ser conhecido)

13.  Jaime (António-Pedro Vasconcelos, 1999. um garoto de 14 anos, sonha reconciliar seus pais, trabalhando para comprar uma moto para o pai poder trabalhar e se reerguer. denúncia social do trabalho infantil e uma visão triste do país empobrecido antes do euro. bom filme)


Veja ainda: "10 Filmes Argentinos Recentes"

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

10 Filmes Essenciais 1940-1949



Na primeira metade da década de 40, o mundo estava em guerra. Na segunda metade, estava se reconstruindo.
Por isso não é de se estranhar que o cinema no período também não viveu seus melhores dias.
A produção diminuiu em quantidade e até mesmo em qualidade, com muitos filmes sendo usados explicitamente como propaganda ideológica.
Mesmo assim, não foi difícil achar 10 grandes filmes e até uma lista reserva. Confiram e comentem!


1.  Casablanca (1942. o charme blase de Humphrey Bogart, a beleza inigualável de Ingrid Bergman, a canção "As Time Goes By" e alguns dos melhores diálogos já escritos para o cinema fazem uma combinação perfeita. Rick é o dono de um bar no Marrocos, que durante a guerra é rota de fuga para rebeldes perseguidos pelo nazismo. um filme para ver e rever e rever novamente)


2.  Cidadão Kane (1941. presente em qualquer lista dos melhores filmes da história, geralmente no topo, o filme foi a obra-prima e a estreia do jovem gênio Orson Welles. é uma biografia disfarçada do bilionário editor William Randolph Hearst, contada sob o ponto de vista de um repórter que investiga sua vida, logo após a morte, quando pronuncia a enigmática palavra "rosebud". montagem genial e roteiro inteligente de Welles e Herman J. Mankiewicz) 


3.  A Felicidade Não se Compra (1946. James Stewart é um homem que procura sempre ajudar sua comunidade, mas após uma armação do homem mais rico da cidade, perde tudo. na véspera de natal, ele resolve suicidar, só que um anjo que espera há 220 anos para ganhar asas tentará impedi-lo. um dos mais adoráveis filmes de Frank Capra, com um belo roteiro e belas intenções)


4.  Ladrões de Bicicleta (1948. logo após a guerra, a Itália passa por grandes dificuldades. um pai de família consegue um emprego, mas para trabalhar é necessário ter uma bicleta. ele empenha tudo o que tem e consegue uma, mas ela é roubada. clássico do neo-realismo italiano dirigido por Vittorio De Sica)


5.  Os Sapatinhos Vermelhos (1948. uma jovem e promissora bailarina está dividida entre o empresário, que quer transformá-la em uma grande estrela e um compositor, que a ama. quando interpreta o balé inspirado em Hans Christian Anderson, ficção e realidade se misturam. o "cisne negro" original, brilhantemente dirigido por Michael Powell e Emeric Pressburger)


6.  Farrapo Humano (1945. Ray Milland quer ser um escritor, mas não consegue vencer um bloqueio e vive embriagado. seu único objetivo passa a ser conseguir dinheiro para beber mais. durante um final de semana ele fica sem beber e passa por uma assustadora crise de abstinência. um filme realista e excepcional de Billy Wilder, que incomodou tanto a indústria do álcool, que tentaram impedir sua realização)


7.  Relíquia Macabra (1941. também conhecido pelo título original "O falcão Maltês", é um suspense noir baseado na obra de Dashiel Hammett. Humphrey Bogart é um detetive particular contratado por uma mulher bela e misteriosa para encontrar sua irmã. primeiro filme dirigido por John Huston e um dos melhores filme de todos os tempos)


8.  O Terceiro Homem (1949. logo após a guerra, começou a paranóia da guerra fria e os filmes de espionagem. na Viena dividida entre russos, americanos e ingleses, um escritor americano chega e descobre que seu amigo fora morto em circunstâncias misteriosas e nenhuma explicação faz sentido. um suspense intrincado e genial, dirigido por Carol Reed, baseado num roteiro de Graham Greene)


9.  O Tesouro de Sierra Madre (1948. dois americanos em busca de trabalho no México dos anos 1920, convencem um velho mineiro a acompanhá-los em busca de ouro numa mina na serra mãe. o que começa como camaradagem, torna-se uma luta gananciosa pela fortuna e leva a aventura ao desastre. belo filme sobre o lado negro do homem, dirigido por John Huston)


10.  Rebecca, a Mulher Inesquecível (1940. primeiro filme americano de Alfred Hitchcock e logo levou um Oscar. uma jovem pobre e ingênua casa-se com um rico viúvo inglês e muda-se para sua mansão. aos poucos vai descobrindo os segredos da casa e da falecida esposa, cuja presença não se dissipou. baseado num romance de Daphne du Maurier, tem um estilo diferente do que Hitch viria a imprimir em seus filmes seguintes, mas mesmo assim é excelente)


Menções honrosas: As Oito Vítimas, Pacto de Sangue, O Grande Ditador, Festim Diabólico, Os Melhores Anos de Nossas Vidas, O Boulevard do Crime, Vinhas da Ira, Interlúdio, Roma Cidade Aberta, Laura, Gilda, Fantasia, Obsessão, A Terra Treme, A Grande Ilusão, Macbeth, Virtude Selvagem, A Mulher do Dia, A Costela de Adão, Grandes Esperanças, A Bela e a Fera, Almas em Suplício, A Sombra de uma Dúvida, Ivan o Terrível.


Veja ainda: "10 Filmes Essenciais 2000-2009", "10 Filmes Essenciais 1990-1999", "10 Filmes Essenciais 1980-1989", "10 Filmes Essenciais 1970-1979", "10 Filmes Essenciais 1960-1969", "10 Filmes Essenciais 1950-1959", "10 Filmes Essenciais 1940-1949", "10 Filmes Essenciais 1930-1939"

terça-feira, 16 de agosto de 2011

10 Filmes com Macacos



Nossos amigos símios sempre tiveram lugar no cinema.
Pelo menos desde os primeiros filmes de Tarzan na década de 1910, centenas de filmes contavam com a presença principal ou coadjuvante de macacos.
Esta lista foi motivada pelo lançamento do novo filme da série 'Planeta dos Macacos', baseada no livro de Pierre Boulle, iniciada em 1968 e traz 10 bons filmes com macacos.


1.  O Planeta dos Macacos, a Origem (nos dias atuais em San Francisco, um cientista - James Franco - realiza experimentos para desenvolver a inteligência de macacos e é tão bem sucedido que sua cobaia, o chimpanzé César, lidera uma rebelião dos símios que irá exterminar a humanidade. chegas as telas brasileiras no próximo 26 de agosto)


2.  Nas Montanhas dos Gorilas (biografia da bióloga Dian Fossey, que durante anos viveu numa reserva florestal em Ruanda para estudar e proteger os gorilas africanos. Sigourney Weaver ganhou o Golden Globe e foi indicada ao Oscar por sua brilhante interpretação num filme belíssimo e emocionante, dirigido por Michael Apted)


3.  King Kong (no começo do século 20, um famoso e ousado diretor de cinema - Jack Black - leva sua equipe para uma ilha desconhecida para seu novo filme, a ser estrelado por uma bela jovem que encontra nas ruas - Naomi Watts. na ilha, a equipe se depara com animais gigantescos, entre eles um enorme macaco a quem os nativos oferecem mulheres em sacrifício. eles capturam a fera para ser exibida em Nova York, mas o macaco acaba apaixonando-se pela atriz. a clássica aventura dos anos 30 ganhou uma versão caprichada dirigida por Peter Jackson em 2005)


4.  O Planeta dos Macacos (Charlton Heston é um astronauta que sobrevive a uma missão e aterrissa em um planeta igual à Terra, mas dominado por macacos falantes, que escravizam seres humanos mudos. o ótimo filme fez grande sucesso e originou uma série de TV, histórias em quadrinhos, quatro sequências e uma refilmagem de Tim Burton em 2001)


5.  Congo (um professor, uma especialista em eletrônica, um guia e um aventureiro seguem a inteligente gorila Amy, parte de um projeto científico de volta à sua África natal, numa expedição em busca de uma fabulosa cidade perdida, mas a aventura se revela muito perigosa. bom filme de Frank Marshall, baseado em livro de Michael Crichton)


6.  Greystoke, a Lenda de Tarzan o Rei da Selva (no século 19, um navio naufraga na costa africana e um casal consegue chegar à terra firme. a mulher dá a luz a um bebê, mas os pais são mortos por animais selvagens e o bebê salvo por uma macaca que o cria como seu filho. vinte anos mais tarde, ele é encontrado e levado para a Inglaterra. belo roteiro de Robert Towne, fiel ao livro de Edgar Rice Burroughs)


7.  Projeto Secreto Macacos (um jovem militar da aeronáutica - Matthew Broderick -, após cometer algumas infrações, é destacado para cuidar de chimpanzés usados num projeto secreto. e se afeiçoa a um deles, Virgil, que aprendeu a comunicar-se por sinais. logo ele descobre que os animais serão sacrificados e junto com a veterinária, tenta salvá-los. não é um grande filme, mas diverte) 


8.  George, o Curioso (um guia de museu é enviado para uma expedição na África onde conhece o macaquinho curioso George e o leva de volta à América, onde ele sempre se mete em confusões, assim que seu dono se distrai. uma simpática animação para crianças, que ficou mais famosa pela canção do havaiano Jack Johnson)


9.  Doido para Brigar, Louco para Amar (Clint Eastwood é um caminhoneiro bom de briga que vive ao lado de seu inseparável orangotango Clyde,que ele ganhou numa aposta. ele vive em bares bebendo e procurando lutas ilegais por dinheiro até conhecer uma cantora country. ainda bem que Clint abandonou essa vida nos anos 70. o filme é ruim, mas o macaco é ótimo)


10.  Epidemia (um vírus desconhecido extermina a população e os animais de uma pequena tribo africana nos anos 60, os que não morreram são eliminados por uma ação militar, mas alguns macacos escapam. 30 anos mais tarde, um macaco é contrabandeado para os Estados Unidos e os habitantes de uma cidade começam a apresentar os mesmos sintomas. bom suspense de Wolfgang Petersen com ótimo elenco encabeçado por Dustin Hoffman). 


Menções honrosas: Quero Ser John Malkovich, 2001: Uma Odisseia no Espaço, Tarzan, Poderoso Joe, Ed: um Macaco Muito Louco, Instinto, Space Chimps: Micos no Espaço, Extermínio, O Vento Será Tua Herança.


Veja ainda: "10 Filmes com Coelhos"





LinkWithin

Related Posts with Thumbnails