quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

10 Filmes que provocam Vertigem


A vertigem é aquela sensação de tontura rotatória, de perda de equilíbrio momentâneo.
Mas este post, na verdade, trata desta sensação associada à acrofobia, ou o medo irracional de lugares altos.
Alguns filmes aproveitam essa sensação, que todos temos em menor ou maior grau, para provocar os sentidos do espectador, potencializando o suspense.
São muitos os exemplos possíveis, mas vamos nos ater a uma lista de 10... Fiquem à vontade para sugerir outros nos comentários.

1.  O Equilibrista (em 1974, o equilibrista francês Philippe Petit organizou uma aventura impensável, atravessar num cabo de aço as torres gêmeas do WTC em Nova York. o filme é um documentário que mescla algumas poucas imagens da época, entrevistas com personagens dessa história e a dramatização com atores. dirigido por James Marsh, o filme tem momentos onde a acrofobia fica quase insuportável. ganhou o Oscar de 2008)

2.  Um Corpo que Cai (o filme que inspirou esta lista é um dos melhores filmes de Alfred Hitchcock e da história do cinema. James Stewart é um policial aposentado por trauma de altura, envolve-se num jogo perigoso ao aceitar um trabalho que consistia em seguir a esposa de um amigo. o diretor criou equipamentos mecânicos especiais para combinar zoom e travellings inéditos em 1958 para aumentar a sensação de vertigem)

3.  Missão Impossível: Protocolo Fantasma (diversão pra todos os gostos neste que é o melhor filme da franquia. aqui o agente Hawke e sua equipe são acusados de um atentado ao Kremlin e passam a ser perseguidos pelo próprio governo americano. a ação dura as mais de 2 horas do filme, mas o melhor está nas sequências passadas no hotel Burj Kalifha de Dubai, um edifício de 828 metros de altura. diz a lenda que Tom Cruise dispensou dublês para encenar as lutas pendurado do lado de fora da torre. de gelar o estômago)

4.  Laputa, o Castelo no Céu (um garoto órfão que trabalha nas minas encontra uma menina que caiu do céu, sustentada por uma pedra voadora. juntos enfrentarão piratas e militares na busca por um castelo mítico situado numa ilha voadora. cenários meticulosamente concebidos, ação de tirar o fôlego e para quem tem medo de altura, a vertigem é certa. clássico da animação do genial Hayao Miyazaki, que costuma utilizar este recurso em seus filmes, sempre com muito talento)

5.  O Homem Mosca (Harold Lloyd é um rapaz que vai para a cidade grande vencer na vida e assim agradar a sua namorada. ele começa a trabalhar como balconista numa loja de departamentos, quando seu gerente organiza um concurso para escalar um arranha-céu pelo prêmio de mil  dólares, ele decide participar e vai passar um grande sufoco nas alturas. clássico do cinema mudo, que fez a fama do ator. a cena principal, dele pendurado num relógio, foi feita sem o uso de dublês e foi recriada inúmeras vezes, inclusive no ótimo 'Hugo')

6.  Risco Total (Sylvester Stallone é um alpinista que se sente culpado por um acidente numa escalada, mas é chamado para ajudar num resgate de um grupo perdido na mesma montanha, por pessoas que estão na verdade em busca de três caixas com 100 milhões de dólares. o ator teve que lidar com seu próprio medo de altura para o filme. o diretor finlandês Renny Harlin fez sequências arrepiantes nas alturas)

7.  Queima de Arquivo (Arnold Schwarzenegger é um agente do serviço de proteção à testemunha, que tem a tarefa de apagar o passado delas para protegê-las. o filme tem uma sequência sensacional dentro de um avião, em que o ator acaba caindo e tendo que acionar o paraquedas... enfim, é de arrepiar)

8.  Upside Down (Jim Sturgess e Kirsten Dunst vivem em mundos paralelos, mas opostos, cada qual com sua gravidade, invertidos e têm como ponto de contato o edifício de uma grande corporação, onde trabalham juntos funcionários dos dois mundos de cabeça para baixo uns para os outros. um simpático romance de ficção científica, onde para encontrar-se os amantes têm que desafiar a gravidade)

9.  A Tentação (um homem está no topo de um edifício e diz que terá que pular ao meio-dia até um policial chegar para tentar impedi-lo e descobrir o que está por trás daquele ato. o filme decepciona, mas não tem nada pior que um personagem que passa a maior parte do tempo no parapeito prestes a pular. curiosamente tem um roteiro quase idêntico ao "À Beira do Abismo", lançado pouco depois)

10.  007 Contra o Foguete da Morte (quase todos os filmes de James Bond tem alguma cena de ação nas alturas. o curioso deste filme de 1979, estrelado por Roger Moore, é que a tal sequência acontecia no bondinho do Pão de Açúcar, com direito ao vilão Jaws - Richard Kiel - roer o cabo de aço com seu poderosos dentes. tosco, mas divertido)  

Menções honrosas: Oldboy, Inferno na Torre, À Beira do Abismo, Hugo, Batman: o Cavaleiro das Trevas Ressurge,...

Veja ainda: "10 Filmes sobre Pescaria"



sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

10 Filmes sobre Pescaria


A pesca foi uma das primeiras atividades da homem, como forma de obter alimento.
Hoje a pesca constitui uma importante atividade econômica, em escala industrial, para subsistência ou mesmo como lazer ou esporte. 
Esta lista traz 10 filmes sobre o tema:

1.  Num Lago Dourado (um casal de idosos - Henry Fonda e Katharine Hepburn - recebe a visita da filha - Jane Fonda - que há muito não veem para o aniversário do pai em sua casa de campo. a filha vem com o noivo e o filho adolescente dele, que ela deixa aos cuidados dos pais para poder viajar pela Europa. o garoto não gosta da ideia e sua relação com o velho fica difícil. até que eles resolvem sair para pescar no lago em frente à casa, em busca de um grande peixe que lá vive. a pescaria acaba unindo e servindo de lição para ambos. um belo drama de 1981, ganhador de 3 Oscars: ator, atriz e roteiro)  

2.  Alamar (um garoto de cinco anos, filho de pai de origem maia e mãe italiana, sai com o pai numa pescaria em mar aberto até os bancos de Chincorro no México. um filme raro. com apenas uma camera HD e um operador de áudio, o cineasta Pedro González-Rubio retrata de forma fluente a relação de pai e filho com a natureza e os costumes de seus ancestrais na pesca. lindas imagens e emoções verdadeiras) 

3.  Nada é Para Sempre (a história de dois irmãos - Brad Pitt e Craig Sheffer -, filhos de um reverendo no interior de Montana no começo do século XX, que pouco têm em comum além do amor pela pescaria com mosca - fly fishing - nos belos riachos da região. merecido Oscar de melhor fotografia para Philippe Rousselot, num lindo filme dirigido por Robert Redford)

4.  Mar em Fúria (George Clooney é o capitão de um navio pesqueiro que, no verão de 1991, saiu para uma área de pesca no Atlântico Norte e acabou pego por uma rara e imensa tempestade. baseado em fatos e personagens reais, o filme de Wolfgang Petersen é angustiante e impressionante)

5.  O Velho e o Mar (no mar de Cuba, um velho pescador - Spencer Tracy - está numa maré de azar, há 84 dias sem pegar um único peixe e seu pupilo acaba forçado pelos pais a mudar de barco, onde já na primeira semana pesca três bons peixes. no 85º dia, o o velho pescador sozinho paga um enorme marlim de mais de 700kg, que arrasta seu barco para alto mar... um clássico de 1958, baseado na obra-prima de Ernest Hemingway)

6.  Moby Dick (outro clássico da literatura - este de Herman Melville - transposto inúmeras vezes para o cinema, mas a versão de 1956, dirigida por John Huston, com roteiro de Ray Bradbury é a definitiva. conta a história do capitão de um navio baleeiro obcecado em capturar uma grande baleia branca que um dia o atacou e desfigurou. em sua busca insana, coloca em risco a tripulação que se amotina. um filme poderoso até hoje!)

7.  Tubarão (quando um enorme tubarão começa a atacar banhistas numa movimentada praia, o chefe de polícia, um cientista e um velho marinheiro saem à sua caça. a primeira grande produção de Steven Spielberg, com trilha marcante de John Williams. um excelente suspense que marcou uma geração)

8.  Amor Impossível (Ewan McGregor é um cientista especializado em peixes, que é escalado pelo governo inglês para atender o desejo de um sheik de povoar os rios do desértico Yemen com salmões, para que pudessem ser pescados por lá, uma missão improvável em que é acompanhado por uma consultora financeira - Emily Blunt -, por quem eventualmente irá se apaixonar. uma simpática comédia romântica)

9.  A Baía do Ódio (numa cidade pesqueira do golfo do Texas, os pescadores locais entram em atrito com um grande fornecedor de camarões que contratara trabalhadores vietnamitas, provocando o ódio racial, a começar por um dos líderes dos pescadores - Ed Harris excelente -, veterano da guerra do Vietnã. bom filme, um tanto lento, dirigido por Louis Malle)

10.  The Cove, a Baía da Vergonha (um documentário chocante, ganhador do Oscar, é sobre um grupo de ativistas que investiga uma comunidade de pescadores japoneses, dedicada a caçar golfinhos, matando cerca de 23.000 deles todos os anos. causou protestos no Japão, não pela caça ilegal, mas por denunciá-la. uma vergonha!)

Menções honrosas: Caiçara, Neve sobre Cedro, Marujo Intrépido, Dois Velhos Rabugentos, Chegadas e Partidas, Pescando Confusão,...

Veja ainda: "10 Filmes sobre Turistas"





sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

10 Filmes sobre a Guerra do Vietnã


A Guerra do Vietnã foi uma das mais absurdas da história.
Tudo começou logo após a independência da Indochina da França, reconhecida em 1954, que criou dois Vietnãs, o do norte, comunista e o do sul, democrático.
O Vietnã do Norte, muito mais organizado, buscava a unificação com o sul, impondo o regime socialista, o que seria considerado mais uma grande derrota para os Estados Unidos, que já haviam perdido a corrida espacial - com o lançamento da Sputinik -, e a batalha da Baía dos Porcos em Cuba. Por isso mesmo não queriam perder o controle do do leste da Ásia.
Até o governo de John Kennedy, os americanos tentavam uma saída discreta e diplomática, patrocinando o corrupto governo sul-vietnamita. Mas após seu assassinato, o sucessor Lyndon Johnson deixou de meias palavras e enviou as primeiras tropas à região em 1964.
Governo após governo, os americanos ficaram cada vez mais enrolados com a guerra, sem saber como sair e tentando transferir aos militares sul-vietnamitas os ônus das sucessivas derrotas.
Com resultados negativos no controle do território e muitas baixas de seus soldados, o governo americano teve que enfrentar forte resistência externa e interna, o que provocou um grande choque de valores no país, a chamada contra-cultura.
Em 1974, logo após a renúncia de Richard Nixon, o presidente Gerald Ford decidiu retirar totalmente as tropas do país, encerrando o conflito.
Para o público interno, os EUA declararam-se "vencedores" da guerra, o que obviamente não aconteceu. Pouco mais tarde o Vietnã foi unificado sob o controle dos comunistas e permanece assim até hoje.
O saldo de mais de 10 anos de guerra foram 58 mil soldados americanos mortos e 300 mil feridos, além de baixas nas tropas aliadas. Do lado do Vietnã, os mortos foram mais de 1 milhão de militares e estimados mais de 2 milhões de civis, sendo muitas crianças.
Um arsenal de armas químicas foi utilizado pelos americanos, o que fez dessa, a guerra mais suja e desigual da história. E mesmo assim, eles saíram vergonhosamente derrotados.
Mas nem por isso parecem ter aprendido a lição...
Esta é uma primeira lista que farei sobre guerras específicas, traz 10 filmes importantes sobre  o lado americano no conflito.

1.  Corações e Mentes (um dos mais corajosos documentários já feitos, por tocar numa ferida aberta dos EUA, ainda no calor de 1974. dirigido por Peter Davis, conta os absurdos da guerra através de imagens poderosas e entrevistas com todos os lados envolvidos, dos veteranos aos desertores, dos líderes às vítimas vietnamitas. foi boicotado pelos conservadores mesmo os da indústria do cinema, mas ganhou o Oscar de Melhor Documentário)

2.  Nascido para Matar / Full Metal Jacket (um sargento sádico treina recrutas para a guerra do Vietnã. quando a preparação termina, eles são mandados para o front e se deparam com o inferno. dividido em duas partes, treinamento e batalha, é uma descrição seca e cruel dos horrores da guerra. um dos melhores filmes do mestre Stanley Kubrick)

3.  Apocalypse Now (Francis Ford Coppola desceu ao inferno ao transportar o livro 'Coração das Trevas' de Joseph Conrad para o Vietnã, numa filmagem cheio de percalços, mas que resultou numa obra-prima. um capitão americano - Martin Sheen - é enviado à selva com a missão de matar um coronel - Marlon Brando - que, enlouquecido, era adorado por seus seguidores e tornou-se um problema)

4.  O Sobrevivente (Christian Bale é um alemão, que na América tornou-se tenente aviador e é enviado ao Vietnã logo no começo do conflito. em sua primeira missão sobre o Laos, seu avião é abatido, ele se torna prisioneiro e, junto com outros soldados, organiza uma fuga arriscada pela floresta. dirigido pelo genial Werner Herzog, que toca em assuntos caros à sua filmografia, falando da força da natureza, de insanidade e companheirismo. baseado numa história real, é o mais recente desta lista, feito em 2006) 

5.  Pecados da Guerra (Sean Penn é um sargento no comando de uma patrulha de cinco soldados, que raptam uma jovem para ser objeto de prazer do pelotão. quatro deles a estupram e a garota acaba morrendo. o que não participa - Michael J.Fox -, decide denunciar o ocorrido. um tema forte, com eficiente direção de Brian De Palma)

6.  Platoon (Charlie Sheen é um jovem recruta voluntário enviado ao Vietnã, que rapidamente é envolvido em batalhas sangrentas e violentas na selva. sob seu comando estão dois sargentos de temperamentos opostos, um violento e cruel - Tom Berenger - e o outro compreensivo e pacifista - Willem Dafoe. primeiro filme de destaque de Oliver Stone, baseado em suas próprias memórias. ganhou o Oscar 1986 de filme, dirteor, edição e som. sua continuação, "Nascido em 4 de Julho" de 1989 também ganhou os Oscars de diretor e edição)

7.  Hamburger Hill (a descrição de uma das mais famosas e sangrentas batalhas da guerra, ocorrida entre 10 e 20 de maio de 1969 no monte 937, controlado pelos norte-vietnamitas e que ganhou este apelido devido à violência do contra-ataque, que transformava soldados em "carne de hamburger". dirigido pelo britânico John Irwin, com trilha hipnótica de Philip Glass, é um dos filmes de batalha mais realistas feitos até então)

8.  O Franco Atirador (três amigos de uma cidadezinha industrial - Robert DeNiro, Chritopher Walken e John Savage - vão para o Vietnã e acabam capturados. feitos prisioneiros são submetidos a todo tipo de tortura, incluindo sessões de roleta russa entre si, traumas dos quais nunca mais se recuperariam.  um dos mais impressionantes filmes sobre os traumas de guerra, ganhador de cinco Oscars: filme, diretor - Michael Cimino -, ator coadjuvante - Walken -, edição e som. deu também a primeira indicação para a jovem coadjuvante Meryl Streep)

9.  Fomos Herois (Mel Gibson é um tenente-coronel, que junto a outros 400 soldados é cercado por 2 mil vietnamitas, originando uma batalha sem precedentes, que apelidou o local de Vale da Morte. baseado num livro e em fatos reais, apesar de humanizar um pouco o lado inimigo, o filme apela para o patriotismo e alguns clichês de heroísmo, que fizeram dele um sucesso)

10.  Bom Dia Vietnã (um irreverente militar aeronauta - Robin Williams em seus melhores dias - é escalado para ser DJ na rádio de Saigon, controlada pelos americanos. seu programa faz muito sucesso, o que desperta os ciúmes em seu superior hirárquico, que o acusa de subversivo, por noticiar um ataque à cidade, que os militares preferiam manter em segredo. grande sucesso dos anos 1980, numa visão um pouco mais leve da guerra)

Menções honrosas: TigerlandNascido em 4 de Julho, Os Garotos da Companhia C, Amargo Regresso, Hair, Os Gritos do Silêncio, Sob a Névoa da Guerra.

Veja ainda: "10 Filmes Hippies"

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

10 Filmes sobre Neonazistas


Na Alemanha dos anos 1930, recém derrotada na primeira grande guerra e com a economia e a auto-estima em frangalhos, o nazismo - ou nacional-socialismo - surgiu como uma terceira via para os fracassos do capitalismo (então em plena depressão) e do comunismo.
Dentre os seus pilares filosóficos estava a auto-afirmação do povo germânico e, consequentemente, o racismo, o coletivismo, a eugenia e o antissemitismo.
Derrotada numa segunda guerra, a custa de um rastro de milhões de mortes, principalmente dentre minorias, a ideologia nazista sucumbiu no mundo civilizado.
Mas, vez por outra, a bandeira ressurge dentre pequenos grupos de marginais, que absorveram apenas a intolerância dentre os fundamentos do nazismo.
Esses marginais costumam raspar a cabeça, como forma de identificação e atacar minorias que, supostamente, estariam usufruindo da "sua" sociedade e ocupando o espaços em que eles não conseguem se encaixar, por sua própria ignorância e precariedade de princípios.
O cinema retratou esses grupos em alguns filmes, dos quais destaco uma lista de 10.

1.  Uma Outra História Americana (Edward Norton é um jovem skinhead que é preso, acusado de matar um homem negro. após uma três anos na cadeia, ele revê suas ideias e desperta de seu fanatismo. o problema é que ao voltar para casa, encontra seu irmão mais novo - Edward Furlong - envolvido no mesmo grupo que ele liderou. um filme poderoso, indicado ao Oscar de melhor ator)

2.  Tolerância Zero (Ryan Gosling é um jovem neo-nazista, que se envolve numa organização facista, que prega o extermínio dos judeus. o detalhe é que ele é judeu, e contesta os dogmas e atitudes de seu próprio povo de maneira articulada e convincente. um ótimo filme, instigante, premiado em Sundance)

3.  Broderskab / Irmandade (um militar desiludido com a carreira, abandona o exército e aceita um convite para fazer parte de um grupo de extrema direita. contrariando as doutrinas, ele tem um romance gay com um de seus colegas, com consequências desastrosas. por vezes nos vemos compelidos a torcer pelo casal, esquecendo que eles são os "caras maus". esse paradoxo é o ponto mais interessante do filme)

4.  Made in Britain (Tim Roth é um adolescente skinhead violento e drogado, como tantos jovens britânicos de classe operária, sem perspectiva. a despeito das tentativas de assistentes sociais de adequá-lo a sociedade, o rapaz é incontrolável e vive de pequenos crimes e grandes injurias raciais. originalmente feito para a televisão, é um ótimo filme, com grande atuação de Roth em início de carreira, dirigido por Alan Clarke)

5.  Skinheads - A Força Branca (Russell Crowe é o carismático líder de um grupo neo-nazista de Melbourne, que desconta sua ira em cima de imigrantes vietnamitas que, eles creem, estão ameaçando a pureza da raça. até que os imigrantes se organizam e contra-atacam e o grupo se dissolve. fugindo da cidade, o rapaz se envolve num triângulo com um amigo e uma garota rica, que os incita a atacar novamente, mas ela é epilética e, na visão deles, também seria impura. filme que premiou e revelou Crowe da Austrália para o mundo)

6.  A Onda (um professor com a ingrata tarefa de ensinar autocracia aos seus estudantes, decide propor um experimento, que explique os mecanismos do nazismo, que corroeu a Alemanha. para isso, cria um grupo denominado "A Onda", cujo lema é "força pela disciplina", mas as coisas começam a ficar muito sérias, pois alguns alunos começam a incorporar as ideias facistas. baseado em fatos ocorridos nos EUA em 1967. ótimo filme)

7.  This is England (um garoto solitário de 12 anos vive com a mãe em uma pequena cidade costeira na Inglaterra em 1983. após uma briga na escola, ele conhece uma gangue de skinheads, na qual encontra a amizade e os modelos de comportamento que procurava. acaba tornando-se protegido do líder do grupo, um homem mais velho que preenche a figura do seu pai, que morrera na guerra das Malvinas. baseado nas memórias do próprio diretor e roteirista Shane Meadows)

8.  As Maçãs de Adam (um neo-nazista é enviado a uma paróquia rural para fazer serviço comunitário. o local é controlado por ingênuo reverendo, que vê o lado bom em tudo e o encarrega de fazer um bolo com as maçãs que crescem na macieira da igreja. mas o skinhead que mostrar o "mal" ao reverendo. uma estranhíssima comédia de humor negro dinamarquesa, cheia de parábolas bíblicas e nonsense, mas que apresenta seu ponto com inteligência. no mínimo merece ser visto)

9.  Um Skinhead no Divã (um jovem neonazista é ferido durante uma manifestação e um psicanalista judeu, cujos pais foram mortos em Auchswitz, se oferece para prestar-lhe os primeiros socorros. apesar de chocado com as ideias do rapaz, o médico quer entendê-lo, assim como o jovem quer conhecer melhor o judeu, apesar de desprezá-lo. uma reflexão interessante neste bom filme sueco de 1993)


10.  Meninos do Brasil (o ensandecido médico nazista Joseph Mengele - Gregory Peck - , que fez milhares de experiências genéticas com judeus, vive no Paraguai e planeja o nascimento do 4º Reich. para obter tal objetivo, faz 94 clones de Hitler, de quando ele era um garoto. porém um judeu caçador de nazistas - Laurence Olivier, indicado ao Oscar pelo papel -, descobre a trama e tenta impedi-lo. bizarro, mas fez sucesso em 1978 e além dos dois atores ainda tem o grande James Mason. já o Brasil só está no título, pois o filme se passa todo no Paraguai mesmo)


Veja ainda: "10 Filmes sobre o Holocausto"





sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

10 Faroestes Espaguete


Os westerns spaghetti ou bang-bang à italiana ou ainda euro-westerns surgiram nos anos 1960, como forma do cinema europeu capitalizar com o sucesso dos faroestes americanos, que então estavam em plena decadência.
Os roteiros eram sempre muito parecidos, simplificando e idealizando os filmes americanos, quase numa paródia. Sempre traziam um cowboy bom de tiro, que enfrentava um vilão muito malvado.
As produções eram principalmente italianas, com co-produções com Espanha, França ou Alemanha. As locações geralmente eram feitas na província de Almeria na Espanha, que tinha uma paisagem mais próxima do oeste americano.
De longe, seu maior expoente foi o diretor Sergio Leone que, junto com o músico Ennio Morricone, definiu as bases do gênero.
Vários atores europeus surgiram nesses filmes, como Franco Nero, Giulianno Gemma, Gian Maria Volonté, Jean-Louis-Trintignant, Terence Hill e Klaus Kinski. Mas era muito comum importarem atores de televisão ou filmes B americanos, como Clint Eastwood, Tomas Milian, Lee Van Cleef ou Jack Palance para estrelá-los.
Este ano os "espaguetes" voltaram à moda, com o lançamento de 'Django Livre', em que o diretor Quentin Tarantino homenageia o gênero.
Cerca de 600 filmes foram feitos naquele período, dos quais eu destaco uma lista de 10.

1.  Por um Punhado de Dólares (Sergio Leone, 1964. primeiro filme da genial trilogia dos dólares, completada com 'Por uns Dólares a Mais', 1965 e 'Três Homens em Conflito', 1966. neste primeiro filme, um pistoleiro sem nome - o importado Clint Eastwood - chega a uma cidade mexicana da fronteira onde duas  gangues rivais disputam o controle e ele é contratado pelos dois lados para ajudá-los. inspirado no clássico 'Yojimbo' de Akira Kurosawa, foi um grande sucesso de bilheteria em todo o mundo, chamando a atenção da crítica. a trilogia é toda genial e tem trilhas de Ennio Morricone)

2.  Era uma Vez no Oeste (Sergio Leone, 1968. clássico focado no fim da época do Oeste selvagem, com a chegada das ferrovias. um barão das ferrovias contrata um capanga - Henry Fonda - para afugentar a um fazendeiro e seus filhos, proprietários de terras que iriam valorizar com a chegada da estrada de ferro. mas ele acaba por dizimar a família. para sua surpresa, uma ex-prostituta - a bela Claudia Cardinale - chega à cidade reclamando as terras por ser a viúva do fazendeiro e é ajudada por dois cowboys - Jason Robards e Charles Bronson, o homem com a harmônica. as externas foram gravadas no Arizona. lento e longo, o filme foi um fracasso de bilheteria, mas é hoje reconhecido como um dos grandes filmes da história do cinema)

3.  Quando Explode a Vingança (Sergio Leone, 1971. um bandido mexicano e um especialista em explosivos irlandês - Rod Steiger e James Coburn - se unem para resgatar um grupo de revolucionários mexicanos, aprisionados pela sádica milícia e ainda roubar um banco. o menos inspirado dos faroestes de Leone, mas ainda assim muito bom e com mais uma trilha marcante de Morricone)

4.  Django (Sergio Corbucci, 1966. numa cidade enlameada da fronteira mexicana, dois grupos rivais, racistas americanos e bandoleiros mexicanos, se defrontam com um misterioso pistoleiro - Franco Nero - que carrega consigo um caixão. após matar a maior parte do grupo local, une-se aos mexicanos para roubar ouro do exército. um dos exemplares mais típicos e estilizados do gênero, com muita ação, muitos tiros, o mocinho infalível e os bandidos morrendo feito moscas)

5.  Os Violentos Vão Para O Inferno (Sergio Corbucci, 1968. Franco Nero é um cínico mercenário polonês, contratado por um bandoleiro revolucionário mexicano para enfrentar o dono das minas que os oprimia e é perseguido por um pistoleiro contratado pelo outro lado - Jack Palance genial, ligeiramente afeminado e de cabelo encaracolado. a sequência do duelo na arena de touros é uma das melhores do gênero e foi copiada por Tarantino em cena crucial de Django Livre - veja aqui)

6.  Meu Nome é Ninguém (Tonino Valerii, 1973. faroeste cômico com argumento de Sergio Leone, sobre um pistoleiro talentoso - Terence Hill -, mas que prefere ser um ninguém para não chamar atenção e virar alvo, que vê a chance de seguir seu ídolo, um renomado cowboy - Henry Fonda - com muitas mortes no currículo. um filme que não se leva a sério e diverte)

7.  Sabata, o Homem que Veio para Matar (Gianfranco Parolini, 1969. um cofre do exército é roubado do banco de uma cidadezinha, mas logo acaba sendo recuperado por Sabata - Lee Van Cleef -, um caçador de recompensas recém chegado. porém ele descobre que os líderes da cidade estão envolvidos no roubo e os chantageia. primeiro filme de uma trilogia - oficial, porque os genéricos são incontáveis - com o esperto personagem)

8.  Meu Nome é Trinity (Enzo Barboni, 1970. um malandro chega a uma cidade remota e descobre que seu meio-irmão se passa por xerife local após atirar no verdadeiro que o perseguia antes de assumir o posto. juntos eles vão defender uma comunidade de religiosos do fazendeiro malvado. primeiro filme da série Trinity, que consagrou a dupla Terence Hill e Bud Spencer, parceira em cerca de vinte filmes. trata-se de uma vertente cômica do gênero, com menos tiros e mais pancadaria. é injustamente renegado pelos aficionados, pois é divertido)

9.  Quando os Brutos se Defrontam (Sergio Sollima, 1967. Gian Maria Volonté é um professor de história com problemas de saúde que se retira para o oeste, mas acaba tornando-se refém de um perigoso bandoleiro em fuga - Tomas Milian. sem opção, acaba se afeiçoando pelo captor e sua causa e transforma-se ele mesmo num bandoleiro. bom filme)

10.  Dias de Ira (Tonino Valerii, 1967. Lee Van Cleef é um pistoleiro envelhecido que decide instalar-se numa cidadezinha. ele acaba adotando um jovem faxineiro - o belo Giuliano Gemma -, constantemente humilhado pelos poderosos locais e transformando o pupilo num excelente atirador. Um dos melhores do gênero, com trilha marcante de Riz Ortolani)

Menções honrosas: O Vingador Silencioso, Keoma, O Dia da Desforra, A Morte vem à Cavalo, Vamos a Matar, Compañeros!, Uma Pistola para Ringo,...

Veja ainda: "10 Filmes de Faroeste"

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails