segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Os 10 melhores Filmes de 2016


Como todos os anos, elaborei minha lista pessoal de melhores filmes.do ano anterior 
2016 trouxe vários blockbusters, muitos bons filmes e até alguns que chegam perto de ser obras-primas.
Não é fácil chegar a uma lista de apenas dez, por isso há diversas menções honrosas.
Como critério, os filmes que participam precisam ter estreado nos cinemas brasileiros ao longo do ano, por isso não valem os lançamentos online e nem as mostras e festivais.
Aqui vão os melhores filmes estrangeiros de 2016, na minha opinião
(Os nacionais, com ótimos representantes, estarão numa lista exclusiva à parte - clique aqui).
Espero que gostem e descubram novos filmes.

1.  A Chegada (uma ficção científica que resiste à tentação de descambar para a ação gratuita já seria uma boa novidade. mas quando aborda temas mais profundos da alma humana junto com conceitos avançados de física quântica, o filme transcende e se torna uma obra de arte. Amy Adams - num grande ano - consegue com sua expressividade nos colocar em seu lugar e compartilhar suas descobertas. o passo lento e elegante da direção de Denis Villeneuve, nos permite saborear o desenrolar do roteiro, com as revelações vindo no tempo exato)

2.  O Quarto de Jack ("O quarto é infinito em todas as direções. E mãe está sempre lá". o filme do irlandês Lenny Abrahamson surpreende ao discutir nossa percepção inata de espaço e tempo, partindo de um escabroso caso que poderia perfeitamente ter acontecido. é tenso, delicado, pungente. Impossível não comover-se e apaixonar-se por Jack e seu intérprete Jacob Tremblay. Brie Larson ganhou um Oscar merecido no papela da mãe)

3.  O Abraço da Serpente (um filme difícil, mas que recompensa a atenção dispensada com as descobertas de um mundo que não existe mais. situado em dois momentos da colonização da Amazônia, onde o ambiente perde sua virgindade de forma irreversível. bela fotografia em preto e branco, ótimas atuações de atores pouco experientes. representou a Colômbia no Oscar)

4.  Fogo no Mar (não há drama maior em nosso tempo que a onda de refugiados africanos, que se lançam ao mar tentando chegar à costa europeia. a pequena e pacata ilha italiana de Lampedusa é a primeira escala dessa viagem que na maior parte das vezes resulta em morte. o documentário de Gianfranco Rosi opta por mostrar como esse drama afeta o cotidiano bucólico dos habitantes. Urso de Ouro merecido em Berlim. um documento importante para a humanidade)

5.  Nossa Irmã Mais Nova (alguns artistas colocam suas ideias logo nas primeiras obras e depois não alcançam a mesma grandeza. Hirokazu Koreeda está cada vez melhor. um cineasta que capta a alma humana como poucos e a desvela com leveza e classe únicos. num ano em que também teve seu também ótimo 'Depois da Tempestade' lançado, destaco este drama sensível sobre três irmãs que vão ao enterro do pai, onde conhecem sua meia-irmã mais nova e tornam-se responsáveis por ela)

6.  Elle (uma executiva administra a empresa de videogames com mão de ferro, assim como sua própria vida, organizando tudo de maneira precisa e ordenada. sua rotina é quebrada quando ela é atacada e estuprada por um desconhecido dentro de sua própria casa. ela decide não deixar que isso a abale, mas o agressor misterioso ainda não desistiu dela. a fantástica interpretação, cheia de nuances, de Isabelle Huppert permite ao diretor Paul Verhoeven ir fundo nesta história sobre poder, chocante e incômoda)

7.  Animais Noturnos (o diretor Tom Ford é um artista raro. consegue impor uma dor tão grande no filme que mal dá para respirar. o roteiro fala sobre perdas em três momentos diferentes, todos muito intensos. o elenco, com Amy Adams, Jake Gyllenhaal, Michael Shannon, Aaron Taylor-Johnson, entre outros, está excepcional, todo ele. destaque ainda para a montagem simples e perfeita)

8.  O Que Está Por Vir (escrito e dirigido por Mia Hansen-Love, é uma descrição quase singela do momento de virada na vida de uma mulher de meia idade. Isabelle Huppert cada vez melhor,  está perfeita na personagem que cresce e se liberta, como a filosofia que ensina. as adversidades pelas quais passa não a deprimem e deixam sempre uma esperança pelo que está por vir. linda mensagem)

9.  Carol (uma história de amor entre duas mulheres, situada nos anos 1950, uma época em que não podia nem ser cogitado. mostra delicada e lentamente a descoberta do sentimento e a ansiedade de concretizá-lo para dar sentido às suas vidas. Rooney Mara e Cate Blanchett estão magnéticas. Todd Haynes traduz com elegância e carinho esse vulcão de emoções prestes a explodir)

10.  Invasão Zumbi (o cinema sulcoreano já deu diversas mostras de vitalidade, por que não num filme de zumbis? este é um terror surpreendente que nunca perde o pique. os sustos e a agonia preenchem cada frame, quando imaginamos que a situação dos protagonistas não pode ficar pior, aí é que piora mesmo. direção energética de Sang-ho Yeon, timing perfeito, edição milimétrica, roteiro sem novidades, mas cuidadosamente escrito. a surpresa do ano)

Menções honrosas: 
- Juventude 
- Sangue do Meu Sangue
- A Academia de Musas
- Julieta
- Depois da Tempestade
- A Bruxa
- Rua Cloverfield 10
- Nahid - Amor e Liberdade
- Zootopia
Francofonia: Louvre Sob Ocupação

Outros destaques do ano: Que Viva Eisenstein, Sierra-Nevada, Doutor Estranho, Deadpool, Anomalisa, Boa Noite Mamãe, Café Society, O Conto dos Contos , Tangerine, Os Oito Odiados, Belos Sonhos, A Grande Aposta, O Novíssimo Testamento, O Lagosta (online), Marguerite, Animais Fantásticos e Onde Habitam, Sing Street: Música e Sonho (online), Invocação do Mal 2, Café Society, Theeb - O Lobo do Deserto, Sully: O Herói do Rio Hudson, Steve Jobs, Spotlight: Segredos Revelados, Brooklyn, Cinco Graças, Trumbo, Decisão de Risco.

Veja ainda: "Os 10 Melhores Filmes Brasileiros de 2016"



Um comentário:

  1. nenhum desses 10 filmes fazem o meu tipo de filme,por isso eu não gostei de nenhum e nem pretendo ver

    ResponderExcluir

Todo comentário do Listas de 10 será moderado para evitar abusos.
Por isso mesmo, não são publicados imediatamente. Seja paciente!
Ao final de seu comentário, identifique-se! É chato conversar com anônimos.
Obrigado!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails